segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Oscar 2011: A dupla perfeita

Ontem, dia 27 de fevereiro, em Los Angeles no Kodak Theatre, aconteceu a 83o edição do Oscar. Em meio a celebração que teve como grande vencedor O discurso do Rei, uma dupla chamou bastante a atenção. Não, eu não estou falando do casal de anfitriões James Franco e Anna Hathaway, mas sim de Sherlock Holmes e John Watson.
Sim. Eles estiveram lá. Duvida? Então veja o vídeo abaixo:


Qualquer semelhança não é mera coincidência. Sherlock Holmes e John Watson estiveram lá disfarçados de Robert Downey Jr. e Jude Law. A química é tão perfeita que não tem como negar. Eles apresentaram os prêmios de efeitos visuais e montagem. Fizeram o que todos fazem quando apresentam: dizer um texto decorado. E, sinceramente, conseguiram o que muitos desejam, mas poucos conseguem: roubar a cena.
Em pouquíssimos minutos, usando piadas simples, eles arrancaram risos dos convidados, e deixaram alguns críticos de olhos abertos: o site Gawker.tv disse que eles tiveram mais química nestes poucos minutos do que Anna e James tiveram na premiação inteira, e ainda acrescentou dizendo que há grandes chances deles se tornarem os apresentadores do ano que vem (tomara!!!! *O*).
Mas não é preciso ler as críticas. Basta ver a interação entre eles para perceber como a dupla funcionou perfeitamente, como se fossem amigos de infância e se conhecessem profundamente...
até mesmo o "Shut up" de Jude repreendendo Robert enquanto ele começa a reclamar sobre os responsáveis por efeitos visuais, faz nossos olhos brilharem e vislumbrarem através da fresta mágica do cinema as figuras de paletós e chapéus de Watson e Holmes. Sim, elementar.
As pausas corretas, os olhares, e as frases ensaiadas que saíam espontaneamente como naquele filme encantador que os lançou com parceiros:
"Se não fosse por eles" - diz Jude, defendendo os reponsáveis pelos efeitos visuais - " a associação mais próxima que você teria de um superherói seria em 2001, quando esteve em um hotel barato com um mulher fantasiada de Batgirl."
Robert, com seu brilho sherlockiano o olha indignado e retruca:
"Tá certo, primeiramente, o hotel barato custava R$ 1.250,00 a diária. Em segundo lugar, foi em 2000 e não em 2001. E o mais importante, ela estava vestida de mulher maravilha".

Precisa de mais? Sim, uma premiação inteira, só para eles. E nós, com os olhos arregalados vendo os filhos de Sir Doyle saltar do Kodak Theatre para a vida real.

Downeykisses oscarianos!

2 comentários:

Flavinha Canhim disse...

Sei que algumas pessoas irão torcer o nariz para o que eu vou dizer, mas o Jude Law também é um baita astro, só não foi elevado ainda à categoria por Hollywood não sei o porque...Parece que ele e Robert já se conhecem há séculos, tamanha interação. Assisti a entrega do Oscar e concordo plenamente com as críticas a James "Entediado" Franco (ele estava twittando o tempo todo) e Anne "Tentando Ser Simpática" Hathaway...totalmente sem sal...Quero o Robert e Jude ano que vem!!! Vamos fazer nossas figas!!!

,.-~*´¨¯¨`*·~-.¸-(_Priscilla Santos_)-,.-~*´¨¯¨`*·~-.¸ disse...

Flavinha, desde que vi CLOSER, comecei a prestar atenção em Jude. Acho ele muito talentoso sim, e o mais curioso é que ele, assim como Robert, não só encarnou seu papel em SHERLOCK HOLMES, como o tomou para si! não dá mais para imaginar Holmes e Watson sem Robert e Jude.
Quanto a James Franco e Anna vou ser sincera: já vi muitas apresentações de Oscar; já vi Alec Baldwin e Steve Martin serem incrivelmente hilários e brilhantes, já vi Hugh Jackman arriscando um Oscar totalmente musical e acertar na pedida! Mas nunca um casal mais forçado igual este ano. Senti que tudo o que eles falaram eram da mais decorada fala de qualquer fala decorada da premiação. Pior do que eles só Rick Gervais no Globo de Ouro...
Mas vai entender como pensa os cabeças do Oscar. Só espero que eles tenham prestado bastante atenção na apresentação dos prêmios de efeitos visuais e montagem...rssss

Bjus